Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

Fôrmas, Escoramentos e Andaimes para a construção

Ponte D. Luís I, Porto, Portugal

Segurança e versatilidade garantida com o Andaime Multidirecional BRIO

Descrição

Das numerosas pontes do Porto, esta é a mais conhecida e impressionante da cidade. Construída sobre o rio Douro, une a margem da localidade com o cais da Vila Nova de Gaia. Atualmente, faz parte do Centro Histórico do Porto e é declarada Patrimônio da Humanidade pela UNESCO.

Composta por dois tabuleiros metálicos, o superior com cerca de 390 metros de comprimento e a cota de 62 metros, e o inferior com 174 metros de comprimento e a cota de 10 metros. Ambos são suportados por um arco metálico em ferro com 172 metros de superfície e 5 pilares.

As 3.000 toneladas de ferro desta emblemática ponte, inaugurada em 31 de Outubro de 1886, foram projetadas pelo engenheiro Teófilo Seyrig, aluno de Gustave Eiffel. Sobre esta construção, circula o Metrô do Porto, e as bases, onde estão apoiadas as extremidades do seu arco, estão unidas por outra via que liga as duas margens.

Solução ULMA

Dada a magnitude da ponte e a sua concepção singular, a montagem do Andaime BRIO para a sua recuperação foi um desafio devido à sua geometria e dimensões.

Graças à versatilidade do BRIO, toda a ponte foi coberta, adaptando-se às seções variáveis em arco.

O equipamento de trabalho rentabilizou todos os seus recursos superando as dificuldades de altura, as adversidades climáticas, o ambiente aquático e as formas complexas.

O sistema BRIO dispõe de vários acessórios que permitiram a adaptação às diferentes e complicadas geometrias do arco. Entre estes é possível destacar as plataformas largas, consoles, passagens de pedestres, plataformas com alçapão, escadas e suporte de pala. Deste modo, a circulação de pessoas e veículos não foi interrompida.

Apesar da altura da construção, a segurança dos trabalhadores foi assegurada. O sistema dispõe de plataformas de trabalho para o operário, cobertas por grades de proteção e rodapés, tal como previsto na legislação em vigor. Por outro lado, o sistema BRIO dispõe de grades de segurança que permitem o montador se proteger tanto no nível de trabalho, como dos níveis superiores.