Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

Fôrmas, Escoramentos e Andaimes para a construção

Central térmica, Datteln, Alemanha

Eficácia em grandes volumes de concretagem

Descrição

É um dos maiores projetos de construção realizados nos últimos anos na Renânia do Norte: uma nova geração de centrais térmicas, a primeira em Datteln.

Solução ULMA

Neste tipo de execuções é necessário reduzir os custos em obra e cumprir os mais altos requisitos de qualidade, sempre no menor tempo possível. Em conjunto com estes objetivos é necessário manter as elevadas exigências de segurança, tornando-se imprescindível uma verdadeira especialização nos trabalhos. Desta maneira, foram disponibilizadas soluções à medida adaptadas às exigências da obra.

Durante a primeira fase foram utilizados aproximadamente 30.000 m3 de concreto, com diversos sistemas de fôrmas na execução de paredes, pilares e lajes para a sala das máquinas, zona das caldeiras, torre de refrigeração e edifícios auxiliares.

A gama de fornecimentos foi completada com 8.500 m2 de Fôrma Modular ORMA, 11.200 m2 de fôrmas de laje, 5.500 metros lineares de Cimbre T-60 e 56.000 metros lineares de vigas de madeira. A qualidade do material e o elevado desempenho, em conjunto com os conhecimentos técnicos e a flexibilidade das fôrmas contribuíram para a construção do núcleo dentro do tempo previsto, apesar dos prazos limitados.

Durante a fase I foram construídos os edifícios mais chamativos do projeto. Além da sala das máquinas e da sala das caldeiras, deve-se destacar a torre de refrigeração cuja estrutura consiste numa parede circular e 36 pilares. Devido às características estruturais deste tipo de instalações, foram necessárias grandes quantidades de concreto para os alicerces da sala de máquinas, caldeiras e estação de bombeamento. Na execução da sala das máquinas foram utilizados 5.500 metros de Cimbre T-60, com uma altura máxima de torre de 8 m, para uma transmissão de cargas de uma superfície de laje de 4.700 m2. Os diferentes componentes do sistema permitiram que este fosse adaptável às fôrmas e às exigências da obra, além de sua montagem e desmontagem sejam simples, visto que não requer ferramentas. A Fôrma Modular ORMA demonstrou as suas amplas qualidades já que foi utilizada na realização da maior parte das paredes do edifício: permitiu reduzir os tempos de montagem e os custos de trabalho, portanto, contribuiu para aumentar a eficiência dos processos de execução.