Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

Fôrmas, Escoramentos e Andaimes para a construção

Rodovia A4, Ponte E118, Tranów - Dębica, Polônia

Grandes obras de infraestrutura em tempo recorde

Descrição

Localizado no sul da Polônia, a Rodovia A-4, de 34 km, liga as cidades de Kryz e Debica. A Ponte sobre o Rio Wisloka ou Ponte E118 possui sua maior estrutura, com 1.350 m.

O trecho é dividido em três seções e tem duas calçadas, com uma distância em linha reta e uma curvatura constante.

Solução ULMA

As características da pista forçaram-nos a utilizar dois sistemas construtivos: o tradicional, com escoramento Cimbre T-60 e Cimbre OC- e o principal, com o sistema de ponte empurrada. Foi a primeira vez que este sistema foi utilizado na Polônia na execução de uma ponte com tabuleiros ocos interiores em seção transversal. Com esta solução, a ULMA pode fazer secções de 30 metros em apenas uma semana, de modo que o tempo de execução de cada seção foi reduzido em 50%.

ULMA realizou os projetos e forneceu as fôrmas para toda a estrutura de concreto, proporcionando quatro parques fixos para a fabricação dos segmentos de ponte empurrada.

A fôrma de fundo do tabuleiro foi executada com o sistema MK coberto com compensado de madeira. O MK resolve este e muitos outros tipos de aplicações, com a utilização de material padrão.

Para a fôrma das abas foi utilizada ENKOFORM HMK, sistema de fôrmas com vigas de madeira.

A concretagem do tabuleiro foi realizada em duas fases. Na primeira, a laje de fundo do tabuleiro foi realizada em conjunto com a fôrma das hastes. Na segunda fase, se executou a laje superior. A solução da ULMA permitiu executar em ciclos semanais os 32 segmentos de 30 m cada, totalizando todas as seções.

Para facilitar o trabalho a um clima adverso e melhorar a configuração de concreto, foi construída uma cobertura sobre parques fixos. Para isso, foi utilizado o Andaime Multidirecional BRIO, apoiado em torres MK, caminhou sobre trilhos.

Esta fase se resolveu sem a necessidade de utilizar apoio entre pilares. Isto permitiu o desenvolvimento de um procedimento simples, sem utilizar de potentes meios auxiliares ou afetar o meio ambiente natural.

A contribuição da ULMA foi além da ponte, ao fornecer o material em outras 13 estruturas pesadas na Rodovia A-4.