Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

Fôrmas, Escoramentos e Andaimes para a construção

Ampliação do Aeroporto Jorge Chávez, Lima, Peru

Serviço global e versatilidade de produto em toda a obra

Descrição

O aeroporto Jorge Chávez é o principal do país uma vez que concentra a maior parte dos voos internacionais e nacionais do Peru, com um tráfego superior a 8 milhões de passageiros por ano.

O projeto de ampliação compreendeu a execução de um novo edifício e diversas intervenções na cobertura do terminal de passageiros. Estas obras implicaram um grande número de modificações, ampliações e demolições de estruturas existentes, bem como a adequação e construção de instalações temporárias que permitiram manter inalterável a atividade cotidiana do aeroporto.

Solução ULMA

Nas novas instalações, a laje de concreto foi construída com ENKOFLEX, composta por vigas de madeira e chapas de madeira tricapa, sobre Cimbre BRIO, que assegurou a transmissão segura das diferentes cargas.

O sistema CLR foi utilizado nos pilares de seção circular, obtendo um acabamento de concreto aparente perfeito. Todas as fôrmas de pilares foram equipadas com plataformas BRIO para a concretagem, permitindo aos operários realizar as tarefas de uma forma rentável e segura.

A Fôrma COMAIN solucionou as canalizações de diferentes instalações, as sapatas, pequenos muros e a lateral e o fundo das vigas. O fácil manuseio do sistema simplificou o avanço da obra. As paredes foram construídas com Fôrma ORMA, e painéis de 2,70 x 2,40 m, enquanto os pilares de seção retangular foram construídos com a gama de painéis de pilar.

Foram também instaladas com sistema BRIO, plataformas em diferentes níveis, para solucionar o isolamento com blocos de concreto. Equipadas com escadas facilitaram o acesso temporário aos pisos das estruturas que iam sendo construídas.

Durante as intervenções de remodelação e adaptação do terminal existente, foram utilizados sistemas que não interferiram na atividade diária do edifício.

Para a remoção de 5.000 m2 de amianto, bem como a modernização das instalações elétricas, mecânicas e eletromecânicas, foram utilizados dois tipos de plataformas: uma que permitiu isolar um ambiente de outro, e outra que resistiu cargas maiores, mantendo o livre funcionamento.

O Andaime Multidirecional BRIO permitiu realizar os trabalhos sem interromper a atividade e o tráfego de passageiros. Os engenheiros conceberam como solução uma plataforma contínua realizada com um andaime suspenso da laje superior da estrutura no terminal. A sua ancoragem foi efetuada com barras roscadas, transmitindo as cargas à laje por meio de Vigas DU, ajustadas com porcas hexagonais. Foi coberto um total de 6.000 m² com Plataformas BRIO e 4.000 m² de plataforma com chapa de madeira tricapa. O andaime contou com os níveis máximos de segurança, tanto para os operários como para os usuários do terminal, e demonstrou a sua capacidade de adaptação a qualquer geometria.